segunda-feira, 22 de maio de 2017

A FLECHA DO LIVRAMENTO

Eliseu ficou doente da enfermidade que o levou à morte. Jeoás, rei de Israel, foi visitá-lo e, chorando por ele, exclamou: “Aba! Meu pai! Tu és como os carros de guerra e o exército de Israel!” Então Eliseu solicitou: “Vai buscar um arco e algumas flechas!” E, prontamente, Jeoás foi buscar um arco e as flechas. Em seguida Eliseu disse ao rei de Israel: “Empunha e retesa o arco!” E Jeoás o fez. Então, Eliseu pôs as suas mãos sobre as mãos do rei. E ordenou-lhe: “Abre a janela que dá para o Oriente, em direção ao leste, e atire!” Em seguida, Eliseu disse mais: “Pega as flechas!” E ele as tomou. Então ordenou ao rei de Israel: “Agora bate nelas no chão!” E ele as arremessou ao chão e as golpeou por três vezes seguidas e cessou. O homem de Deus ficou muito triste e irritou-se contra ele exclamando: “Era preciso dar cinco ou seis golpes; desse modo iria derrotar a Síria e a arrasaria por completo. Todavia, agora, vencerás os siros três vezes somente!”
Passados esses acontecimentos, Eliseu morreu e foi sepultado... (II Reis, 13.14-20).

Eliseu delegou poder a um dos filhos dos profetas, este foi encarregado de ungir Jeú rei sobre Israel (2 Rs 9.1-4) e após esta ordem, o profeta Eliseu saiu de cena, por quase 45 anos, contando os 28 anos de reinado de Jeú (2 Rs 10.36) e os 17 de seu filho Jeoacaz (2 Rs 13.1). Tanto Eliseu quanto Elias souberam agir como instrumentos nas mãos de Deus, mas também souberam reconhecer e aceitar o momento em que deveriam “dar um tempo, saírem de cena, e esperarem novas ordens”.

Após 45 anos Eliseu reaparece. Por esse tempo, Eliseu era um homem de idade bastante avançada, estava doente e a beira da morte. Jeoás rei de Israel, foi visita-lo e lamentar que restasse pouco tempo ao profeta. Seu falecimento marcaria o fim do principal canal usado por Deus para se comunicar com Israel naquela época. É provável que Jeoás se lembrasse da como a visão e inteligência espiritual de Eliseu haviam mantido a nação de Israel informada e salvo dos ataques da Síria (6.8-10). 

Eliseu levou o rei até uma janela e pediu que ele atirasse uma flecha. Após o rei obedecer ao profeta, Eliseu disse: "A flecha do livramento do SENHOR". Porque ferirás os siros até os consumir. Muitas vezes a nossa obediência e pequenos atos de fé resultam em grandes vitórias. 

Em seguida, Eliseu deu uma instrução menos específica. O rei devia tomar algumas flechas e atirá-las contra a terra. Jeoás feriu a terra apenas três vezes e depois parou. Eliseu ficou indignado, pois esperava que o rei atirasse mais flechas, até seis, indicando desse modo a destruição total dos sírios. Aprendemos aqui que as vezes a nossa ação determina a nossa vitória futura. Nunca economize quando Deus lhe der uma ordem, obedeça a voz do Espírito Santo e seja ousado no agir. 
As profecias finais de Eliseu se cumpriram quando Jeoás obedeceu as orientações do profeta. Ele derrotou os sírios três vezes e tomou de volta algumas das cidades que seu pai havia perdido (13.25).

CONCLUSÃO:
Aprendemos que, rei não tem mensagens para profeta, mas profeta tem mensagens para rei. Aprendemos que, a obediência, seguida por um gesto de humildade e uma ação de fé, resultará em uma grande vitória da parte de Deus para nós. 
Não se preocupe, porque Deus quebrou o braço de Faraó (Ezequiel, 30.21,22).
O arco dos fortes também foram quebrados (I Samuel, 2.4).
Deus também já quebrou o arco, cortou a lança e queimou os carros no fogo (Salmos, 46.9).
E a flecha do livramento do SENHOR, já foi lançada para te dar a vitória. Amém!